Suíça

A Suíça esta localizada na região central da Europa, fazendo fronteira com França, Alemanha, Áustria e Itália. Apesar de ser um país pequeno a Suíça exerce importante influencia mundial, sendo responsável pela fabricação das principais marcas de chocolate, relógios e queijos. Como o território suíço é pequeno, é muito fácil de se locomover entre uma cidade a outra, por isso é comum às pessoas fazerem supermercados na França ou Alemanha ou até mesmo ir para a Itália também.

Famosa pelas suas montanhas e por parte dos seus Alpes, ela se destaca muito pelos seus  esportes de inverno, mas além disso, a Suíça tem inúmeros atrativos naturais e urbanos. Esqui, Snow e hóquei são três paixões nacionais. O Snowboard é outra modalidade bastante popular também, principalmente entre os mais jovens.
O verão na Suíça também é encantador, seja em trilhas espetaculares, caminhadas intermináveis, rotas sinuosas nas montanhas ou passeios de bicicleta pela Suíça, a vista para os Alpes, ou mesmo conferir a moda nas cidades, são atrações perfeitas para todos os tipos de gostos.

Vamos conhecer os 19 principais atrativos da Suíça.

1- Zurique

Zurique - Suíça

A metrópole conta com uma bela vista para os Alpes cobertos de neve e oferece varias atrações. São mais de cinquenta museus e cerca de cem galerias, além de grifes internacionais e designers da própria região.

Reconhecida mundialmente como um grande centro de negócios, Zurique é uma cidade que oferece um excelente e pontual transporte público, vida noturna movimentada.

“A arquitetura medieval combina com a belíssima paisagem composta pelo Rio Limmat, que corta a cidade e desemboca no Lago Zurique, enfeita ao fundo os picos nevados dos Alpes. Tem um dos principais índices de desenvolvimento da Europa, com excelentes universidade, ensino de qualidade, saúde e segurança.”

 

2- Lausanne

Lausanne - Suíça

É a segunda maior cidade localizada às margens do Lago Genebra, abriga a sede do Comitê Olímpico Internacional (COI), além do Museu Olímpico e do Parque Olímpico. Próximo ás margens do lago Genebra é possível fazer caminhada, ciclismo e piquenique.

Eventos

[tribe_eventos view="list"]

Aproveite para visitar a catedral de Lausanne, que é uma catedral protestante e que foi construída em uma colina do centro urbano de onde é possível ter uma bela vista de toda a cidade.

“A dica para se conhecer essa cidade é ir a pé ou alugar bicicletas, onde tudo é realmente fantástico!”

 

3- Cidade Antiga de Berna

Cidade Antiga de Berna - Suíça

A cidade Antiga de Berna, é o centro histórico da cidade suíça de Berna. É um dos principais centros que se permaneceram intactos desde o urbanismo medieval, o que fez com que se tornasse Patrimônio Mundial da Unesco.

Rodeada pelo rio Aar, o local foi estrategicamente escolhido para dificultar acesso de possíveis invasores e hoje se transformou em rota de visitantes, onde se confere uma bela paisagem vista de cima.

A cidade é um exemplo de grande adaptação do núcleo medieval aos requisitos e às funções de uma capital moderna.

“A cidade antiga de Berna é marcada por imponentes linhas de prédios fechadas, paisagens de telhados impressionantes, arcadas, caves, torres e fontes, bem como pelos prédios governamentais e administrativos. Em Berna o tempo passa em ritmo lento e é muito comum moradores passarem horas nas ruas e praças conversando.”

Dê uma caminhada por essa cidade, pelos seus becos, seus centros históricos, com calma, você vai se encantar.

 

4- Três Castelos, Muralhas e Defesas do Burgo de Bellinzona

Belinzona - Suíça

Conjunto de três castelos que ficam na região de Bellinzona, foram construídos para proteger a cidade dos ataques frequentes de diversas civilizações antigas. O primeiro chamado, Castelgrande fica situado em um vale que liga a região norte com o sul da Europa. O segundo é chamado de Montebello, que encontra-se numa aresta rochosa que domina a cidade. O terceiro é o Sasso Corbaro situado mais acima do Castelo de Montebello, foi construído sobre um rochedo isolado.

O castelo está bem conservado e é o mais alto de onde se é possível avistar os outros castelos. Os castelos de Bellinzona estão entre os mais admiráveis testemunhos de arquitetura fortificada medieval na Suíça. Atualmente tem grande importância, sendo um elemento chave de atração turística na região.

“A Unesco aproximou a população dos castelos, mudando sua forma de vê-los. A inclusão na lista do patrimônio da humanidade foi o momento para promover de forma diferente o território, suas riquezas e seus valores.”

 

5- Jungfrau-Aletsch-Bietschhorn

Jungfrau-Aletsch-Bietschhorn - Suíça

É um sitio natural mais gelado da Europa, a maior região de geleiras da Eurásia, a geleira mais comprida da Europa com aproximadamente 20 km de extensão e com uma profundidade de gelo de cerca de novecentos metros e nove picos de mais de quatro mil metros de altura.

Para se chegar a  o trajeto é feito através de trem que passa dentro das montanhas através de túneis ou até mesmo contornando elas. Recomenda-se preparo físico e um bom guia, pois você vai se deparar com uma visão mais que incrível.

 

6- Monte San Giorgio

Monte San Giorgio - Suíça

Tem uma vida interna bastante rica, com cerca de mil metros de altura a montanha abriga fósseis desde o século XIX. É um encanto para cientistas e admiradores de antiguidade, foram encontrados milhares de peixes fossilizados e lagartos marinhos de até seis metros de comprimento.

A vida marinha cresceu de forma diversificada dentro da lagoa, que inclui répteis, peixes, equinodermes e crustáceos. Como a lagoa ficava perto da terra, os restos mortais incluindo fosseis de repteis, insetos e plantas baseados em terra, contribuiu para que o local se tornasse uma fonte extremamente rica de fósseis.

 

7- Lavaux, Vinhas em socalcos junto ao Lago Lemano

Lavaux, Vinhas em socalcos junto ao Lago Lemano - Suíça

É a maior região produtora de vinhos da Suíça. A uva chamada de Chasselas produz o vinho branco. Uma uma das possibilidades do passeio neste local é apreciar os vinhedos e fazer as degustações desses maravilhosos vinhos. Uma combinação de vilas medievais, vinhedos e uma vista panorâmica do Lago Genebra formam um conjunto perfeito para um ótimo passeio.

As melhores épocas para visitar a região de Lavaux são no começo da primavera até o verão entre maio/junho até mesmo final de agosto, mas durante o outono Lavaux também pode ser aproveitado em todo seu charme com as folhagens dos vinhedos com cores diferentes.

Os vinhedos de Lavaux são imperdíveis não só para os apaixonados por vinhos mas também para quem admira belas paisagens.

 

8- Genebra

Genebra - Suíça

Se transformou em um importante centro administrativo do humanitarismo. A cidade abriga mais de duzentas organizações internacionais, como as sedes da ONU (Organização das Nações Unidas), da Cruz Vermelha e da OMC (Organização Mundial do Comércio).

A organização e a limpeza são uma constante na cidade. A simpatia e educação dos habitantes facilitam a estadia e mobilidade. Os visitantes estrangeiros são muito bem recebidos e isso percebe-se logo à chegada ao aeroporto.

 

9- Alto Lugar Tectónico Suíço Sardona

Alto Lugar Tectónico Suíço Sardona - Suíça

Está localizado a noroeste da Suíça em uma zona montanhosa onde se encontra sete cumes. Em uma área de trezentos quilômetros quadrados em torno de Piz Sardona mostra o fenômeno geológico de sobreposição estratos mais antigos de pedras se encontram acima de mais recentes. O que revela a formação de montanhas e placas tectônicas.

Você pode encontrar guias especializados para passeios, caminhadas, trilhas e até percorrer essas trilhas de bicicleta, logicamente em épocas mais propícias do ano.

 

10- La Chaux-de-Fonds/Le Locle, Urbanismo relojoeiro

La Chaux-de-Fonds - Suíça

A cidade de La Chaux ficou conhecida por seu desenvolvimento da indústria relojoeira desde o século XIX. Lá encontra-se o Museu Internacional de Relojoaria, com cerca de quatro mil e trezentas peças.

As ruas de La Chaux possuem imenso valor histórico e arquitetônico. O plano de suas ruas, os prédios e as fábricas que constituem a composição urbana que foram projetados para atender às necessidades de uma nova indústria que ao longo do tempo passou a simbolizar a região.

 

11- Sítios palafíticos pré-históricos em redor dos Alpes

Sítios palafíticos pré-históricos em redor dos Alpes - Suíça

Os sítios palafíticos servem de conhecimento exato e detalhado do mundo dos primeiros agricultores da Europa. Em alguns sítios ficaram preservadas sequências de camadas de vários milénios e de vários metros de espessura, com resquícios de até vinte e cinco aldeias sobrepostas.

Uma série de sítios se estendem nos territórios de seis países: Suiça, Austria, França, Alemanha, Eslovênia e Itália e reúnem cento e onze vilarejos palafíticos, compostos de restos pré históricos.

12- Obra arquitetónica de Le Corbusier

Obra arquitetónica de Le Corbusier - Suíça

Le Corbusier foi um arquiteto, urbanista, escultor e pintor de origem suíça e naturalizado francês posteriormente. É considerado um dos mais importante e influentes arquiteto do século XX e responsável pela internacionalização da arquitetura e urbanismo que marcaram mundialmente as paisagens urbanas do século XX.

A Maison Clarté, localizada em Genebra, é um edifício com cinquenta apartamentos residenciais de alto padrão, que foi construído nos anos 1930 segundo as plantas de Le Corbusier. Trata-se se um prédio construído em aço, o que na época era bastante inovador.

 

13- Zeitglockenturm

st

 

É uma torre de relógio é como um marco localizado bem no centro da cidade de Berna. A torre do relógio com seu relógio monumental, os mostradores grandes, o astrolábio e o grupo de máquinas diversificadas é uma ótima atração que agrada a todos. A ampulheta de ouro no topo da torre e a procissão de primeira das figuras atraem um grande número de visitantes todos os dias que apreciam o espetáculo.

Inicialmente funcionava como torre de defesa, depois foi usada como prisão para mulheres (principalmente as prostitutas que tinham relações sexuais com os padres ou monges, crime grave na época). Quando foi construída ela era a delimitação da cidade mas, com o passar dos tempos e o crescimento além das muralhas, tornou–se o centro de Berna.

 

14- Catedral de Berna

Catedral de Berna - Suíça

A catedral de Berna fica em Munsterplatz, uma praça com chão de pedra, no centro histórico. A obra mais importante está na porta principal, um painel com duzentos e trinta e quatro figuras entalhadas em pedra sabão representa o Juízo Final. Na igreja, também é possível subir na torre para ter uma vista panorâmica da cidade.

O interior da Catedral impressiona pelo tamanho, pelos entalhes nas madeiras dos bancos e seus vitrais, muitos deles doados pelas famílias ricas da cidade e considerados os mais valiosos da Suíça. Vale a pena também entrar para conhece-la por dentro. Ela tem uma fácil localização, fica no meio do caminho entre a torre do relógio e parque dos Ursos.

 

15- Jardim Botânico

Jardim Botânico - Suíça

O Jardim Botânico de Genebra abriga mais de dezesseis mil espécies entre plantas e animais. As espécies exóticas de aves do zoológico, localizado no interior do Jardim Botânico, são tão coloridas como as flores. As espécies em exibição incluem plantas protegidas, plantas medicinais, plantas de jardim e flores exóticas.

Situada perto do Lago Genebra, fica perto das Nações Unidas, OMC e Cruz Vermelha. O jardim abre todos os dias gratuitamente, inclusive no inverno. Ele é dividido em três grandes partes: Uma onde ficam as estufas e os jardins, outra área mais social, com restaurante, biblioteca, café, área de piquenique e brinquedos para crianças, e uma outra onde fica o Parque da Imperatriz e o Castelo de Penthes.

 

16- Parque dos Ursos

Parque dos Ursos - Suíça

Em um terreno de aproximadamente seis mil metros, o parque foi desenvolvido para que esses animais possam brincar, escalar, pescar e tem também um local para eles se retirarem quando quiserem ter mais privacidade. O parque conta com uma passarela que atravessa o meio do terreno até o caminho das margens do rio Aare.

E você pode observar a vida dos ursos em praticamente todos os dias do ano.

 

17- Zermatt

Zermatt - Suíça

É uma pequena vila que fica nos Alpes, o que chama a atenção do local é a montanha Matterhorn, que é a montanha mais alta dos Alpes, ela possui um formato triangular lembrando uma pirâmide. Zermatt é livre de carros por isso a melhor forma de se chegar ao local é por meio de trem.

No inverno, você pode pegar o bondinho mais alto do mundo para ir para a Klein Matterhorn e esquiar na descida de quase quinze quilômetros até chegar a Zermatt. Se estiver no verão, aproveite o maior campo de esqui da Europa da estação, o Trockener Steg. À noite, prove a culinária requintada dos restaurantes ou misture-se com a elite suíça em sofisticados bares de vinhos.

 

18- Lago Genebra

Lago Genebra - Suíça

É o maior lago da Europa, tem aproximadamente cento e oitenta quilômetros de extensão. Banhando várias cidades da Suíça Francesa, é a praia dos suíços, literalmente. Os suíços vão às praias do lago durante todo o verão. As águas frias da neve derretida dos Alpes ficam deliciosas nos dias quentes do verão.

O lago é perfeito para fazer passeios de barcos que saem regularmente das principais cidades. Ou também percorrer de carro suas margens e desfrutar de passeios encantadores nas cidades apreciando paisagens inesquecíveis.

 

19- Montreux

Montreux - Suíça

Fica perto de Lausanne, no sudoeste da Suíça, à beira do lago de Genebra. Também fica pertinho de Gruyères, que é a cidade onde se produz o famoso queijo gruyères.

Sedia em julho, o maior festival de Jazz do mundo, o Montreux Jazz Festival. Beneficiária de um bom clima, a cidade exibe com orgulho, na sua orla florida e colorida algumas plantas tropicais. Você pode chegar a Montreux de duas formas, a primeira pelas linha de trem da Suíça e segunda por meio de veículo.